Empossado Novo Conselho Fiscal do BDA

15 mai 2017
"

Tomaram posse, nesta segunda-feira, os novos membros do Conselho Fiscal do Banco de Desenvolvimento de Angola, liderado por Marinela Amaral, na qualidade de Presidente, Helena Jardim e Massunguna André Sosso, que ocupam as funções de vogais.

Num breve discurso durante a cerimónia de tomada de posse, o Ministro das Finanças, Archer Mangueira, disse depositar "as maiores expectativas" no desempenho dos empossados, numa altura em que "há que assegurar a máxima eficiência na gestão da coisa pública".

Ainda de acordo com  Archer Mangueira, os membros do Conselho  Fiscal das empresas públicas têm a obrigação de  estarem ao corrente  das  actividades  desenvolvidas, medirem  os seus  resultados  e assegurarem   que o processo  de funcionamento  da empresa  decorre  dentro do quadro legal e  regulamentar  instituído.

A cerimónia, onde foram empossados Conselhos Fiscais de 16 empresas públicas foi testemunhada pelos ministros da Economia, Abrahão Gourgel, da Comunicação Social, José Luís de Matos, e dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, decorreu no Museu da Moeda, à baixa de Luanda.

As nomeações decorrem do Despacho Conjunto n.º 1189/17, dos Ministérios da Economia e das Finanças de 20 de Abril de 2017, nos termos do artigo 49.º da Lei n.º 11/13, de 3 de Setembro - Lei de Bases do Sector Empresarial Público; em conformidade com os poderes delegados pelo Presidente da República, José Eduardo do Santos, nos termos do artigo 137.º da Constituição da República de Angola, e de acordo com as disposições combinadas dos n."' 1 e 4 do artigo 2º do Decreto Presidencial n.º 6/10, de 24 de Fevereiro.


"

Tomaram posse, nesta segunda-feira, os novos membros do Conselho Fiscal do Banco de Desenvolvimento de Angola, liderado por Marinela Amaral, na qualidade de Presidente, Helena Jardim e Massunguna André Sosso, que ocupam as funções de vogais.

Num breve discurso durante a cerimónia de tomada de posse, o Ministro das Finanças, Archer Mangueira, disse depositar "as maiores expectativas" no desempenho dos empossados, numa altura em que "há que assegurar a máxima eficiência na gestão da coisa pública".

Ainda de acordo com  Archer Mangueira, os membros do Conselho  Fiscal das empresas públicas têm a obrigação de  estarem ao corrente  das  actividades  desenvolvidas, medirem  os seus  resultados  e assegurarem   que o processo  de funcionamento  da empresa  decorre  dentro do quadro legal e  regulamentar  instituído.

A cerimónia, onde foram empossados Conselhos Fiscais de 16 empresas públicas foi testemunhada pelos ministros da Economia, Abrahão Gourgel, da Comunicação Social, José Luís de Matos, e dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, decorreu no Museu da Moeda, à baixa de Luanda.

As nomeações decorrem do Despacho Conjunto n.º 1189/17, dos Ministérios da Economia e das Finanças de 20 de Abril de 2017, nos termos do artigo 49.º da Lei n.º 11/13, de 3 de Setembro - Lei de Bases do Sector Empresarial Público; em conformidade com os poderes delegados pelo Presidente da República, José Eduardo do Santos, nos termos do artigo 137.º da Constituição da República de Angola, e de acordo com as disposições combinadas dos n."' 1 e 4 do artigo 2º do Decreto Presidencial n.º 6/10, de 24 de Fevereiro.